DIFICULDADES NAS DISTÂNCIAS DO TRIATHLON

Distâncias de corrida, ciclismo

 

Triathlon é um esporte completo, que carrega em si três modalidades e estilos das mais diferentes técnicas. Por isso, pode gerar algumas questões no quesito nível de dificuldade, que existe como em qualquer esporte. Especificamente no triathlon, para ultrapassá-las, é preciso muito mais que versatilidade e capacidade de adaptação. Além de reconhecer seus pontos fortes, é importante o triatleta saber detectar seus pontos fracos e ir em busca de aperfeiçoamento.

 

O triatleta Adriano Bastos, 40 anos, (vencedor do TRIDAY SERIES 2017 na categoria 35-39, 3° colocado no IRONMAN 70.3 Maceió e 2° colocado no IRONMAN 70.3 Rio de Janeiro, nas mesmas categorias, para onde se classificou para o Mundial na África do Sul em Setembro, que ocorrerá em setembro de 2018), sempre se destacou pela performance em provas de resistência, desde seu início no triathlon, em 1993. Depois de deixar o triathlon por um tempo para se dedicar às maratonas, ele voltou com força total como triatleta, desta vez focando em provas dos estilos Olímpico e IRONMAN 70.3. Em 2019, também pretende disputar o IRONMAN full.

 

‘As distâncias que eu me destaco mais, que eu tenho um desempenho muito melhor, por eu ter a facilidade da resistência e não da explosão, são exatamente a Olímpica e o IRONMAN 70.3. Consigo fazer a distância Olímpica praticamente na mesma intensidade de um sprint, dobrando a distância. Já IRONMAN 70.3, faço na mesma intensidade de um Olímpico. Vou pensando que é um olímpico dobrado.`

 

A forma com que cada triatleta lida com cada distância é diferente. Isso depende de seu encaixe em um perfil de prova. Basicamente, ele terá que focar em seu estilo.  Se for uma prova Sprint, o treino será reduzido, mas muito mais intenso, onde serão trabalhadas força, intensidade e velocidade. Já no caso do Olímpico, será um conjunto dos dois: velocidade e resistência. Para provas com distâncias de IRONMAN full e IRONMAN 70.3, o triatleta precisará ter tempo para trabalhar volume e resistência – terá que trabalhar o volume adequado que a prova exige dele em tempo de atividade.

 

É comum conhecermos atletas que participam de várias provas IRONMAN 70.3 e que têm uma recuperação muito rápida de uma prova para outra, enquanto outros preferem se preparar intensamente para fazer dois meio IRONMAN, enquanto focam em provas mais curtas no resto do ano. É importante que o triatleta se sinta confortável na distância escolhida e que ela esteja em conformidade ao seu melhor desempenho. No caso da modalidade, é preciso focar onde há mais dificuldade, se é na natação, no ciclismo ou na corrida.

 

Mas a melhor forma de melhorar e evoluir nos treinos como um todo, é procurar fazer trabalhos interdisciplinares (treinador, nutricionista, psicólogo esportivo ), e principalmente seguir orientações do treinador.

 

Acompanhe as postagens pelas redes sociais curtindo a nossa página clicando aqui.

Para saber sobre inscrições  clique aqui